segunda-feira, 1 de abril de 2013

Brincando com o tecido!

(Bem-vindo! Novo por aqui? Clique em "Sobre o blog" aí em cima e divirta-se! ^^)

Oiê!

Essa semana foi bem mais tranqüila e eu tive tempo de brincar de Corte e Costura mais um pouco. Com o molde já pronto, foi a hora de começar a brincar com o tecido!

O primeiro passo é passar o tecido para tirar as marcas de dobras. Depois, você tem que identificar qual é o lado direito e o avesso, o que foi fácil já que o meu tem estampa, e o sentido do fio. Se você olhar o tecido de perto, vai ver que tem fios na vertical trançados com fios na horizontal. Para saber o sentido certo, é só olhar na borda do tecido, e ver em que sentido a última linha vai.

Identificando o sentido dos fios. Isso vai ser importante mais tarde =] Vocêm conseguem ver que os fios vão do canto superior direito (->) para o canto inferior esquerdo (<-)? Saiu a sombra da câmera, sorry! XD
O passo seguinte é dobrar o tecido , já que o molde corresponde a metade da blusa. Eles falam para dobrar ao centro e colocar os moldes em cima, prendendo-os com alfinetes. Alfinetar papel não é uma tarefa super simples, principalmente quando tem que ficar tudo retinho. Como é a primeira blusa, eles dipõem os moldes da maneira mais simples, sem se preocupar com economizar tecido por enquanto.

Os moldes da frente e das costas da blusa sobre o tecido.
Eu achava que você usava dedal para proteger o dedo abaixo do tecido e garantir que não ia se espetar,
mas na verdade ele é útil para você empurrar o alfinete contra o papel/ tecido. Depois de um tempo começa a doer
ficar pressionando a cabeça do alfinete contra o dedo!
Estando tudo bem preso, é a hora de marcar onde você vai cortar o tecido. Para isso, você usa um giz de alfaiate, que marca sem manchar. O kit do IUB veio com um giz cor gelo, mas como meu tecido é claro, tive que ir num armarinho perto de casa comprar um giz de outra cor. Lá tinha gelo, amarelo e rosa, e comprei o último porque era o mais escuro. Custou R$1 ; ].

A partir do molde, você vai marcando com o giz uma linha a uma distância que varia se é a parte do ombro,
da cava, da lateral, da bainha ou do decote.
Como fica a marcação. Tudo isso é feito no avesso do tecido.
Os revéis (acabamentos) são colocados de acordo com o sentido do fio, com os do decote da frente e das costas alinhados com a dobra do tecido.

Os moldes presos e contornados, prontos para o corte =]
Com tudo preso e marcado, está na hora da tesoura. Essa parte é meio complicadinha, porque cortar tecido não é super simples, ainda mais deixando o tecido dobrado e tendo que cortar certinho para a parte de baixo ficar como a de cima. Tem que ter paciência, e é bom ter uma tesoura bem afiada. Usei a da minha abuela, herdada junto com a máquina de costura ^^. As partes em curva são as mais difíceis.

Para cortar tecido tem que ser uma tesoura especial, que você nunca deve usar para cortar papel!
Tudo cortadinho!
O passo seguinte é marcar as linhas de costura no tecido. Para isso, você volta a usar o bom e velho papel carbono. Como já contei antes, o papel que vem no kit é bege, e não serve para tecidos claros. Então usei o papel azul que comprei na Kalunga, mas, como ele é tamanho ofício, eu tive que fazer uns quebra-cabeças para encaixar os moldes rs. Cortei o papel em tiras e fui colocando ao longo das margens, onde eu tinha que marcar. Você também tem que prender com alfinetes, e se você achou que alfinetar papel era difícil, alfinetar papel carbono é pior, porque é mais fino XD Mas dá certo. Você coloca o papel carbono voltado para cima, para marcar a parte de baixo do tecido.

Molde e tecido alfinetados ao papel carbono. É mais fácil alfinetar só o tecido, sem pegar o papel do molde,
como eu fiz nessa parte da blusa. (Olhem, saiu minha pantufa na foto! Hahaha, isso é que dá ter mesa de vidro XD)
A parte de trás do tecido. Cortei o papel carbono em tiras para economizar e não marcar o tecido no meio.
Aí, é só contornar o molde com um lápis, e o carbono vai marcando na parte de trás. Depois você tira os papéis, vira o tecido, prende os papéis de novo e risca sobre a marca de carbono, para marcar o outro lado. Tão entendendo o tamanho do trabalho? rs

Contornando o molde para fazer uma marca do outro lado do tecido. Na apostila eles fazem tracejado, mas
haja paciência! Fiz um riscão mesmo, espero que não tenha problema rs.
Da foto anterior para essa, eu tirei os papéis carbono e virei o tecido. Dá para ver a marca que foi feita quando contornei o molde pelo outro lado.
Deixando o tecido do jeito que estava na última foto, eu prendi novamente os papéis carbono e desenhei
a lápis por cima da linha azul, marcando o outro lado (o que está com o molde de papel preso).
Depois é só soltar os papéis carbono, soltar o molde e abrir o tecido, e você tem uma parte da blusa! Escrevendo aqui parece tudo fácil, mas você tem que repetir tudo para todas as partes, e eu acabei passando duas tardes fazendo o que está escrito nesse post XD.

Parte das costas com a marca para a costura.
Parte da frente.

Revéis prontos. 
E é nesse momento em que eu deixei essa vida sem graça de ser humano para lá e decidi virar um Smurf. rs Papel carbono faz uma sujeirona! Ainda bem que sai fácil com água XD

Vai um azulzinho aí?
(Evandro, já estou virando azul, posso morar em Portland já XD)
É isso aí gente, hoje teve bastante coisa. Tentei tirar várias fotos para o post não ficar com muito texto e ficar muito chato, espero que tenha conseguido ^^. O próximo passo é alfinetar a blusa toda, depois costurá-la a mão, experimentar, e só aí partir para a costura na máquina. Tem muita coisa ainda, agüentem firme!

Até a próxima e boa Páscoa a todos! ^^

Minha supervisora fica observando tudo enquanto estou trabalhando... = b





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por deixar um comentário! Sou muito grata pela sua opinião! :)